Pular para o conteúdo principal

Empoderamento negro na ginástica rítmica



A ginástica rítmica é uma modalidade plural cultural isso todo mundo já percebe ao ouvir uma música, observar um collant e até mesmo adereços que as ginastas usam durante a competição. A cor negra é uma cor tão viva e hoje mundialmente respeitada como qualquer outra, hoje vamos homenagear as ginastas negras das delegações nacionais e internacionais.

Sendo que também a presença da cor negra no esporte vêm aumentado bastante e isso é positivo para o mundo do esporte pois assim, cada uma pode mostrar o que suas raízes podem ter de valor cultural nos tapetes. Vamos conhecer algumas delas?

Alice Tomas (ANG)


Anastasia Generalova (USA)


Eliane Boal (CPV)

Fonte: Eliane Torres

Grace Legote (RSA)


Conjunto Cuba


Jandira Henriques (ANG)


 Palesa Mohlamme (RSA)


Sofia Higino (ANG)
 

Francielly Machado (BRA)

   Francielly Machado, ginástica rítmica
Fonte: Divulgação
 
Independente do preconceito a cor negra possui uma característica forte de de liberdade, não apenas do sentido de escravidão e sim de expressão pra usar, pensar e o que quiser ser.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tendência: Collants tipo Body

Uma tendência que foi estréia na ginástica rítmica e nos últimos anos voltou com tudo, foi os collants tipo Body, que é um leotard sem saia. A vantagem deste tipo de vestimenta dá mais liberdade e conforto durante a competição sem incomodar ou preocupar-se com os caimentos, até mesmo a limitação das pernas como se usasse um tipo macacão.


Links do mundial de GR em Sófia 2018

Este ano foi um espetáculo no mundial de ginástica rítmica, principalmente para a categoria individual quanto para o conjunto. Muitas ginastas possuem um crescimento muito grande a Rússia, Israel, Ucrânia e Belarus foram grande destaque no individual quanto a Bulgária, Rússia e Itália nos conjuntos.

Segue abaixo os links para assistir as competições e se deliciarem com as novidades da ginástica rítmica:
Grupo A:

Grupo B:


Conjuntos: 


Ayrton Senna e a Ginástica Rítmica

Este ano completa 25 anos da morte do ilustríssimo corredor brasileiro Ayrton Senna, infelizmente o Brasil chorou e parou com a morte de uma pessoa incrível que ele era a ponto de causar uma paralização do Brasil com a sua história de vida.