Pular para o conteúdo principal

Comentando alguns collants das ginastas 2018

A ginástica rítmica é uma das categorias de ginástica em que mais é livre pra usar a criatividade, é proibido proibir, ou seja, a moda nesse esporte é uma presença forte mesmo sendo retrô ou não, que representa a sua cultura nacional ou de outra nação.




É lindo ver uma ginasta com um look representando o momento presente ou futuro como o ano passado muitas ginastas representaram o sonho de ir ao Japão através das flores Sakura (flor de cerejeira) fiz um post falando sobre essa flor já clique aqui.




Em 2016 muitos países homenagearam a cultura do país como a Rússia, trouxe no conjunto de 5 fitas a música "Samba do Brasil" por ser um estilo musical do Brasil, o país sede das olimpíadas e por aí vai. Agora vamos ver alguns modelos que têm sido bastante comentados pelas redes sociais e vou expor aqui algumas opiniões minhas o que eu achei sobre alguns dos modelos deste ano.

Dina Averina

Achei uma graça a visão frontal desse look de bola da Dina
, tem bastante traços medievais como os detalhes nos ombros, o cordãozinho na cintura e o fogo grego no peito, super combinou com a música deu uma ideia de era passada bem interessante, só que o pior ainda estava por vir.


Olhando o verso do collant que você se decepciona, pois se mantesse apenas o fogo grego ou o bobo da corte alí todo em vermelho ficaria uma cartela legal, mas não, entrou um azul alí que pareceu representar a Rússia (não sei, mas quem sabe).


Arina Averina

Agora pessoal o problema não foi o collant da Arina, muito pelo contrário, vermelho intenso lindo com uma pegada de toureira, muito bem elaborada parabéns pra quem criou dou nota 10 em criatividade e sofisticação, só que o que matou foi ter colocado uma música italiana a Largo a Factotum do Giaccochino Rossini com um look espanhol. Ficou meio sem pé e nem cabeça, a música ficou maravilhosa apesar de tudo, mas seria legal repetir aquela música de fita da Dina ano passado a Flames of Paris do Boris Asafiev que combinaria muito mais e ficaria mais dentro do contexto a ser passado por esse look, ou seja, ter bom senso.


Polina Shmatko

Esse look monocromático Azul da Polina Shmatko é um dos mais fofos que você verá hoje! E essa foto sorridente com esse olhar encantador? Apaixonante né!


Salome Pazhava

Ah nossa Rainha de GR da Geórgia, a Salome tem trago tantas novidades, superou inclusive muitas dificuldades ano passado e esse ano e continua brilhante com esse lindo collant preto e transparente no arco.


Katsiaryna Halkina

Gente eu tenho um caso de amor com os looks da Halkina pois sempre ela aparece com novidades e é incrível, não apenas nas séries mas nos looks também. Deixa sempre um gostinho de mais que perfeição no coletivo apresentado.


Esse look, me lembra um pouco a Liubov Chakarshyna em 2008 nas olimpíadas de Pequim (Beijing). Tem uma pegada de tendência de tons pastel e vibrantes.



Esse look da Katrin Taseva é fofo demais inclusive super combina com a cor de pele dela! Adorei a cor da fita também servindo de contra ponto com o collant.


Andreea Cristina Verdes usa um look que me lembra muito o look de arco da Julie Ashley 2011 (USA). Muito bonito, padrão do preto com o vermelho dando ar dramático.



Anna Kelman ela usa um look análogo e ao mesmo tempo encantador, pois o rosa é uma cor doce e o amarelo é a cor um pouco mais energética e agressiva. Ela representa essa composição muito bem na sua série.


Viktoriia Onoprienko investe em um look branco muito meigo, cor bem tradicional do esporte e o design mais peculiar. A monocromia nesse look não está apenas na roupa, o arco também compõe a ideia de unidade.


Gente eu sou muito fã da Soldatova vocês sabem né? E como não ser porque cada look que ela lança todo ano! Cada um mais lindo que o outro, olha esse design vermelho e dourado! Surpreendentemente lindo!


Esse outro look dela de bola me lembra o look de maças da Natália Gaudio da série de 2016 nas olímpiadas e 2017 na série de fita. Transmitindo também um ar dramático e sofisticado.



Pohranychna Khrystyna(UKR) investe num look preto e amarelo bem fofo com essa fita Chacott maravilhosa! Super incrível. 


De todas a mais amada, idolatrada salve salve Brasil, Natália Gaudio está linda com esse look rosa e dourado, super combina com a série egípcia que ela está fazendo esse ano e combina com a personalidade doce e nobre da Nathy.


Katsyarina Halkina é uma ginasta super incrível está representando muito bem a Bielorrússia com suas séries muito expressivas e criativas, vem nesse look de bola com ilustração peculiar de borboleta tipo a da Margarita Mamun em 2015 no arco e também na série de bola em 2016.


Imagem relacionada

Este look monocromático da Viktoriia Onoprienko destaca a fita, e o verde combinado com o azul causa um efeito magnífico com a série através dos desenhos e formas que desenvolve com a fita durante os elementos.


Neviana Vladinova é a Búlgara mais experiente nesse ciclo, traz uma série divertida com seu look de maças, impressionante é que os movimentos dela sempre transmitem uma dificuldade técnica espetacular junto com sua expressão tornando sua série única.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tendência: Collants tipo Body

Uma tendência que foi estréia na ginástica rítmica e nos últimos anos voltou com tudo, foi os collants tipo Body, que é um leotard sem saia. A vantagem deste tipo de vestimenta dá mais liberdade e conforto durante a competição sem incomodar ou preocupar-se com os caimentos, até mesmo a limitação das pernas como se usasse um tipo macacão.


Links do mundial de GR em Sófia 2018

Este ano foi um espetáculo no mundial de ginástica rítmica, principalmente para a categoria individual quanto para o conjunto. Muitas ginastas possuem um crescimento muito grande a Rússia, Israel, Ucrânia e Belarus foram grande destaque no individual quanto a Bulgária, Rússia e Itália nos conjuntos.

Segue abaixo os links para assistir as competições e se deliciarem com as novidades da ginástica rítmica:
Grupo A:

Grupo B:


Conjuntos: 


Ayrton Senna e a Ginástica Rítmica

Este ano completa 25 anos da morte do ilustríssimo corredor brasileiro Ayrton Senna, infelizmente o Brasil chorou e parou com a morte de uma pessoa incrível que ele era a ponto de causar uma paralização do Brasil com a sua história de vida.